Blog

Home – Blog

SFI e SFH: Entenda as Diferenças entre os Sistemas de Financiamento Imobiliário

SFI e SFH são dois tipos de financiamento imobiliário que existem no Brasil. Cada um tem suas características, vantagens e desvantagens, e é importante conhecê-las para decidir qual é o melhor na hora de comprar o seu imóvel.

O que é SFI?

SFI significa Sistema Financeiro Imobiliário. É um sistema que utiliza recursos livres do mercado, sem a participação do FGTS ou da poupança. O SFI financia imóveis residenciais ou comerciais, novos ou usados, urbanos ou rurais, sem limite de valor. A taxa de juros é livremente negociada entre o banco e o cliente e o prazo máximo é de 40 anos. O SFI não permite usar o FGTS para amortizar ou pagar parte das prestações do financiamento. Além disso, o SFI tem incidência de IOF e ITBI.

O que é SFH?

SFH significa Sistema Financeiro de Habitação. É um sistema que conta com recursos do FGTS e da poupança. O SFH financia imóveis residenciais novos ou usados, urbanos ou rurais, com valor máximo de R$ 1,5 milhão em todo o país. A taxa de juros máxima é de 12% ao ano e o prazo máximo é de 35 anos. O SFH permite usar o FGTS para amortizar ou pagar parte das prestações do financiamento. Além disso, o SFH tem isenção de IOF e ITBI.

Qual a diferença entre SFI e SFH?

A principal diferença entre SFI e SFH é a origem dos recursos utilizados para o financiamento. No SFI, os recursos são provenientes do mercado financeiro, sem vinculação com o FGTS ou a poupança. No SFH, os recursos são provenientes do SBPE, que é composto pelo FGTS e pela poupança.

Outra diferença é o valor máximo do imóvel que pode ser financiado. No SFI, não há limite de valor, enquanto no SFH há um limite de R$ 1,5 milhão.

Além disso, há diferenças nas taxas de juros, nos prazos, nas condições de uso do FGTS e na incidência de impostos.

Quais as vantagens e desvantagens do SFI?

As vantagens do SFI são:

  • Possibilidade de financiar imóveis de qualquer valor e finalidade;
  • Maior flexibilidade na negociação da taxa de juros e do prazo;
  • Menor burocracia na contratação do financiamento;
  • Possibilidade de adquirir mais de um imóvel pelo mesmo sistema.

As desvantagens do SFI são:

  • Juros mais elevados que no SFH;
  • Não é possível utilizar FGTS para suavizar as parcelas;
  • Incidência de IOF e ITBI sobre o valor financiado;
  • Maior risco de variação da taxa de juros ao longo do contrato.

Quais as vantagens e desvantagens do SFH?

As vantagens do SFH são:

  • Juros mais baixos que no SFI;
  • Possibilidade de utilizar FGTS para reduzir o saldo devedor ou as prestações;
  • Isenção de IOF e ITBI sobre o valor financiado;
  • Maior segurança e estabilidade na taxa de juros ao longo do contrato.

As desvantagens do SFH são:

  • Limite de valor do imóvel que pode ser financiado;
  • Limite de percentual do valor do imóvel que pode ser financiado (80%);
  • Restrição ao uso do FGTS para quem já possui outro imóvel na mesma cidade ou região metropolitana;
  • Maior burocracia na contratação do financiamento.

Como escolher a melhor opção de financiamento?

Para escolher a melhor opção de financiamento imobiliário entre SFI e SFH, é preciso levar em conta alguns fatores, como:

  • O valor e a finalidade do imóvel que se deseja comprar;
  • A renda e a capacidade de pagamento do cliente;
  • A disponibilidade e a necessidade de uso do FGTS;
  • A preferência por taxas fixas ou variáveis;
  • A comparação entre as condições oferecidas pelos diferentes bancos.

De modo geral, o SFH é mais indicado para quem busca imóveis residenciais de menor valor, que se enquadrem nos limites estabelecidos pelo sistema, e que possam se beneficiar do uso do FGTS e da isenção de impostos.

Já o SFI é mais indicado para quem busca imóveis de maior valor ou de finalidade comercial, que não se enquadrem nos limites do SFH, e que possam negociar taxas e prazos mais vantajosos com o banco.

Como conseguir um financiamento imobiliário mais vantajoso?

Para conseguir um financiamento imobiliário mais vantajoso, seja pelo SFI ou pelo SFH, é preciso seguir algumas dicas, como:

  • Pesquisar e comparar as taxas, os prazos, as condições e as vantagens de cada banco e de cada modalidade de financiamento;
  • Simular o valor das parcelas e do custo total do financiamento em diferentes cenários;
  • Analisar o perfil e as necessidades do cliente e escolher a opção que melhor se adapta à sua realidade;
  • Ter uma boa pontuação de crédito e um histórico de pagamentos em dia;
  • Dar uma entrada maior para reduzir o valor financiado e os juros;
  • Buscar a ajuda de um especialista em crédito imobiliário para orientar e facilitar o processo.

Neste texto, nós explicamos o que são SFI e SFH, os dois tipos de financiamento imobiliário que existem no Brasil. Nós mostramos as principais características, diferenças, vantagens e desvantagens de cada um, e como escolher a melhor opção para comprar o seu imóvel.

Esperamos que este texto tenha sido útil e esclarecedor para você. Se você gostou, por favor, compartilhe com seus amigos e familiares que também estão interessados em financiar um imóvel. E se você tiver alguma dúvida ou sugestão, por favor, deixe um comentário ou entre em contato conosco. Nós ficamos felizes em te ajudar. Obrigado pela sua atenção e até a próxima. 😊

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Politicas de Cookies

Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência, melhorar a funcionalidade e o desempenho, personalizar anúncios e analisar o tráfego. Ao clicar em ‘Permitir’, você concorda com o uso de cookies. Para alterar suas preferências, clique em ‘Configurações de cookies’. Para mais informações, visite nossa Política de Cookies .